Poliglota: o que é? Como se tornar?

Como aprender um novo idioma?

Como se tornar um poliglota?

Descubra o que é o poliglota?

Posts Recentes

poliglota

Poliglota: o que é? Como se tornar?

Poliglota é o nome dado para as pessoas que falam várias línguas. Muitas pessoas desejam estudar novos idiomas por vários motivos, seja para conhecimento pessoal ou profissional. 

Mas além dos objetivos profissionais, uma das maiores vantagens dos poliglotas é se dar bem em suas viagens para turismo. Afinal, é o conhecimento em várias línguas que permite a comunicação com pessoas de várias regiões do mundo!

poliglota

Faça um curso na Estácio e garanta seu futuro! Acesse agora https://matriculas.estacio.br/inscreva-se/forma-de-ingresso e saiba mais.

Descubra o que é o poliglota?

De maneira geral, poliglota é o nome dado para a pessoa que tem conhecimento em várias línguas. Normalmente, são quatro ou mais idiomas, contanto a língua nativa que eles são fluentes. 

Caso a pessoa saiba menos que quatro línguas, eles recebem outros nomes. Um caso é o bilíngue, que domina sua língua nativa e uma segunda, assim como o trilíngue, que tem fluência em três idiomas. 

Embora a maioria das pessoas considere essa tarefa difícil, ela é mais simples do que parece. Até porque, novos idiomas podem ser aprendidos por qualquer pessoa, de diferentes maneiras. 

Um poliglota pode aprender uma nova língua, por exemplo, em escolas de idiomas. Além disso, também é possível traçar uma estratégia pessoal e estudar por conta própria! Entre outras possibilidades que permitem o aprendizado, como intercâmbio e morar fora do país. 

Diversos poliglotas afirmaram que, para aprender uma nova língua, tudo dependerá de seu objetivo e motivação pessoal. Até porque, assim como qualquer conhecimento, isso exige tempo e paciência. 

Como aprender um novo idioma?

Como citado anteriormente, para se tornar um poliglota, uma pessoa deve dominar quatro ou mais idiomas. O melhor de tudo é que esse conhecimento pode ser adquirido de diferentes formas, são elas:

  • Escolas de idiomas: A primeira alternativa para aprender novos idiomas é através de cursos ou escolas de idiomas. Existem duas maneiras distintas de obter esse conhecimento: individualmente ou em grupo;
  • Estudar por conta própria: Várias pessoas conseguem criar estratégias e planos para aprender novas línguas por conta própria. É importante que você estabeleça leituras, escritas e, também, a pronúncia;
  • Intercâmbio: O intercâmbio é uma terceira opção para quem quer aprender novos idiomas. O melhor desse programa é que os estudantes têm acesso a uma formação intensa por várias semanas em outros países;
  • Morar em outro país: Quando você se muda para outros países, consequentemente deve interagir e se comunicar com as pessoas que vivem na região. Isso faz com que você crie costumes e tradições da língua local;
  • Graduação em Letras: Por fim, as pessoas também podem seguir uma graduação em Letras. Esses cursos fazem o estudante ter contato direto com a língua de interesse e, consequentemente, desenvolver a gramática e a fonética. 

Como se tornar um poliglota?

Primeiramente, o interesse de estudar uma nova língua é motivado por várias razões. Independentemente de seu objetivo, seja para conhecimento profissional ou pessoal, para se tornar um poliglota, é necessário conhecer mais de quatro línguas. 

Além disso, é comum que os poliglotas tenham ótimas oportunidades na carreira profissional. Portanto, se você quiser descobrir como se tornar um, veja algumas dicas fundamentais:

1. Erros são comuns

Assim como acontece em qualquer outra área de conhecimento, é comum cometer erros durante o processo de aprendizagem. Porém, se você não praticar, nunca vai aprender o que deve melhorar. 

Lembre-se que a chave para o aprendizado não é almejar a perfeição. A partir do momento que você está se entendendo, não há motivo para se preocupar com erros gramaticais ou na pronúncia. Afinal, esses erros acontecem. 

O primeiro passo para aprender um novo idioma é baixar sua guarda e lembrar que erros são comuns. Até porque, somente errando é possível acertar. Tenha em mente que o conhecimento é longo e contínuo, e exige paciência.

2. Inicialmente tenha domínio das frases simples

Se o seu objetivo é profissional, lembre-se de dominar as frases de saudações antes de qualquer coisa. Além disso, também é importante conhecer sobre as frases que indicam gentileza. 

Para situações de lazer ou negócios, é importante que o estudante veja frases que indicam isso, como: “o cardápio por favor” ou, então, “eu gosto” ou “não gosto”. Elas são essenciais para estabelecer uma comunicação com pessoas que vivem na região. 

Embora seja tentador pular para a parte complexa da linguagem, não deixe de aprender o básico inicialmente. Isso porque, assim como em qualquer área de conhecimento, é preciso criar uma base sólida. 

3. Crie amizades virtuais, leia livros ou escute áudios

Por fim, uma terceira opção para aprender novos idiomas, são: criar amizades virtuais com pessoas que vivem em outros países. 

Além disso, existem vários aplicativos que ensinam os estudantes desde o mais básico até o nível avançado dos idiomas. 

Durante o seu processo de aprendizagem, não deixe de fazer leituras de livros ou artigos que estejam na língua que está desenvolvendo. Do mesmo modo, é preciso escutar áudios para reforçar sua forma de aprendizado.